Paris, Maori: o museu e seus outros

Nina Vincent

R$50,00

Em estoque

REF: 9788576174202 Categoria:

Sinopse

 

Um caso paradigmático de diálogo entre culturas expográficas distintas, mas articuladas: a francesa (de tradição colonialista) e a maori (de tradição afirmativa). Trata-se de uma etnografia de enorme potencial teórico e reflexivo para o momento atual, atenta às complexas questões que surgem deste encontro entre os Maori, expondo seus “tesouros que têm alma”, e o Museu do quai Branly, em Paris, cujos nativos afirmam não acreditar em almas, mas onde o culto aos fetiches dos outros é altamente desenvolvido. Prêmio Anpocs 2014. Este livro é resultado de um projeto coletivo de pesquisa e compartilhamento de fontes – bem como de discussões e trocas de ideias – cujo mote, desde o início, foi promover uma análise, a partir de uma perspectiva comparada, do papel desempenhado pelos colégios e pelas fazendas da Companhia de Jesus, debruçando-se especialmente  sobre o Colégio do Rio de Janeiro (América portuguesa) e o Colégio de Córdoba (América hispânica) no Seiscentos e no Setecentos. Os textos aqui reunidos são representativos de uma nova historiografia brasileira e argentina e, quando analisados em conjunto, permitem a identificação de alguns pontos a respeito da presença da Companhia de Jesus nas duas áreas em questão.

Detalhes

Peso 0350 kg
Dimensões 14 × 21 × 1 cm
Páginas

200

Formato

14×21 cm