Carregando... Aguarde...

Pierre Bourdieu e a produção social da cultura, do conhecimento e da informação

  • Imagem 1
  • Imagem 2
Preço:
R$ 0.00
ISBN:
9788576174493
Indique:
Compartilhar:


 gratis.png

 

Organizado pelos pesquisadores Regina Marteleto e Ricardo Pimenta, do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do IBICT-UFRJ, o livro-coletânea conta com a contribuição de autores das áreas de Ciência da Informação, Comunicação, Saúde, Arquitetura e Urbanismo, Museologia, Ciências Sociais, que analisam diferentes formas de aplicação dos conceitos e métodos produzidos por Pierre Bourdieu, em seus respectivos campos de inserção científica. A obra pretende ainda fornecer um guia de leitura da obra do sociólogo para a reflexão crítica das formas sociais de produção do conhecimento, obra inovadora proposta pela Ciência da Informação, como tributo às contribuições das ideias de Pierre Bourdieu nesse campo de estudos.

De acordo com os organizadores da obra, o tempo de maturação de seus conceitos e métodos aplicados em pesquisas na Ciência da Informação, enquanto domínio de conhecimento das Ciências Sociais e Humanas, parece ter atingido um patamar que justifica o diálogo interdisciplinar proposto. Além disso, lembram que no momento histórico presente, no qual os laços sociais e os produtos culturais alcançam relevo mundializado nos intensos fluxos de comunicação e informação, reconfigurando as formas de leitura, interação e aprendizagem, cabe redimensionar o pensamento de um autor que dedicou suas pesquisas à reflexão sobre os processos de dominação simbólica e de diferenciação social por meio de uma abordagem socioantropológica do conhecimento.

A prefaciadora do livro, a pesquisadora Maria Cecília de Souza Minayo, da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), chama a atenção dos leitores para “o elevado nível de sofisticação e seriedade desta obra acadêmica - que, com certeza, será uma referência para professores, pesquisadores e estudantes da área de informação, comunicação e das ciências sociais, em geral”, desejando que “os leitores desta obra encontrem nela o rigor da ciência e a humanidade que lhe dá sentido, fazendo jus ao engajamento intelectual e social dos que a escreveram”. E sublinha o que mais marcou a si própria na trajetória de Pierre Bourdieu, tomando-o como exemplo de postura ética na práxis acadêmica: “a coerência de sua trajetória intelectual; a coerência de seu discurso teórico; e a coerência de seu engajamento como cidadão e ator político, sempre qualificado por sua produção científica”.

O autor do Posfácio, o pesquisador Marco Antônio de Almeida, do Curso de Ciências da Informação e Documentação da FFCLRP e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Eca, Universidade de São Paulo (USP), destaca “o diálogo de alto nível entre estudiosos do campo informacional e dos demais campos disciplinares presentes nesse volume, o que atesta a pujança e a atualidade do pensamento de Bourdieu para refletir sobre diversos aspectos que compõem nossa sociedade perpassada pelos fluxos de informação e comunicação. Conceitos consagrados como os de “habitus”, “campo”, “capital simbólico”, “distinção” são empregados em discussões que refletem tanto sobre os paradigmas e concepções dos estudos informacionais, como também sobre fenômenos relacionados, como as redes sociotécnicas, a educação, as formas de organização da ciência, as políticas estatais, os públicos das instituições culturais, entre outras. Uma obra que, sem dúvida, estimulará e contribuirá para os diálogos interdisciplinares no âmbito da Ciência da Informação no Brasil”.


Outros dados

Páginas:
370
Formato:
PDF

Você visualizou recentemente...

Newsletter

Cadastre-se

Parceiros


      logo_unb.gif

      libre.jpg